Express Entry: O que o ministro da Imigração pensa sobre o sistema e as mudanças que podem ser feitas no programa

 

 

Enquanto o governo canadense está focado na categoria de reagrupamento familiar, o seu sistema de imigração continua a depender principalmente de trabalhadores qualificados .

 

No centro deste sistema, está o Express Entry, a plataforma com milhares de profissionais que enxergam ai uma porta de entrada para uma nova vida em solo canadense.

 

Este novo sistema de imigração completou o seu primeiro ano em 01 de janeiro de 2016 e embora tenha gerado críticas de alguns setores, para o ministro da Imigração John McCallum, ainda não é possível  dar um parecer completo sobre a sua eficácia.

 

” No momento não temos nenhuma opinião nem negativa nem positiva sobre o Express Entry”, disse o ministro a alguns dias atrás, durante uma teleconferência com vários jornalistas. “Nós não temos nenhuma opinião porque ele ainda é um sistema novo, mas eu pretendo me reunir com as províncias a fim de discutir algumas ideias, ” afirmou.

 

Um resumo do Express Entry

 

O Express Entry entrou em vigor em 2015 como o novo sistema de seleção de imigrantes que chegam no país como trabalhadores qualificados, experiência Canadense, bem como programas de nomeação provincial .

Os candidatos criam os seus perfis com base em sua experiência de trabalho, conhecimento das línguas oficiais do Canadá, assim como é levado em conta uma oferta de trabalho e outros fatores, para se obter uma pontuação, o que pode permitir-lhes receber um “convite ” para aplicar a residência permanente.

 

A pontuação máxima é de 1.200 pontos sendo que a metade pode ser alcançada caso o candidato possua uma oferta de emprego válida no país.

 

O que aconteceu em 2015

 

Durante os 12 meses do ano passado foram realizados 23 sorteios, dos quais 31,063 pessoas receberam aprovação para prosseguir com a próxima etapa do processo de imigração.

A pontuação mínima na primeira rodada, realizada em 31 de janeiro de 2015, foi de 886 pontos . A pontuação mais baixa foi de 450 pontos durante uma rodada  em setembro e outra em Outubro. Desde então, a pontuação mínima média para um convite variou entre 450 e 500 pontos.

 

Possíveis mudanças

 

O Ministro McCallum disse estar de acordo com o sistema, embora afirme que irá tentar alinhá-lo com os objetivos que o governo liberal procura em matéria de imigração.

 

“O que eu quero ajudar mais estudantes estrangeiros a se tornarem residentes permanentes. Nós somos uma população envelhecida e nós precisamos de mais trabalhadores e os estudantes  são os candidatos ideais porque eles já estão aqui e já possuem o conhecimento da língua” disse o ministro.

 

No entanto, ele admite que sob o modelo atual é complicado para muitos estudantes internacionais terem uma vantagem no Express Entry.” Nós ainda não sabemos o que vamos fazer, mas  é verdade que muitos pontos são dados para um candidato com LMIA (Labour Market Impact Assessment ), o que afeta muitos estudantes estrangeiros. 

 

 

2d0754

 

 

 

O ministro confirmou que analisará a situação para ver que medidas poderiam ser  implementadas para dar uma vantagem para os estrangeiros que estão estudando em universidades canadenses e que desejam continuar no país como residente permanente.

 

Sobre o PNP (Provincial Nominee Program), McCallum afirmou que por enquanto ainda é uma boa ferramenta para que as províncias busquem imigrantes para satisfazer as suas necessidades.

 

“O PNP será mantido igual. No momento, não podemos aumentar o número de imigrantes que chegam nesta categoria, pois agora temos que nos concentrar nos refugiados e reagrupamento familiar”  afirmou o ministro liberal.

 

image

 

Fonte: http://nmnoticias.ca/164692/express-entry-canada-mccallum-cambios-sistema-inmigracion/

 

Planeje os seus estudos ou imigração com a MJ Consultoria . Fale conosco: contato@mjconsultoria.com.br